Dumplin’ – autoaceitação do corpo gordo na adolescência

por Juh Oliveira* Antes de falar do filme, é preciso mencionar que sua narrativa é baseada na história do livro homônimo da autora Julie Murphy e que essa adaptação para original Netflix recebeu alguns feedbacks negativos por ter um enredo clichê e sem muito aprofundamento dos personagens na trama (problemáticas que são questionáveis), mas é … Continue lendo Dumplin’ – autoaceitação do corpo gordo na adolescência

A mão do pintor: a Guerra do Paraguai no olhar de dois artistas visuais

por Roberta AR Uma tenossinuvite une, numa situação absolutamente inusitada, os desenhistas compulsivos Maria e Cándido. O inusitado? Cândido é o espírito de um ex-soldado da Guerra do Paraguai que aparece para pedir que Maria continue sua obra, terminando seus quadros do campo de batalha. O ponto em comum entre eles é o médico que … Continue lendo A mão do pintor: a Guerra do Paraguai no olhar de dois artistas visuais

A loucura dos invisíveis – A periferia e os seus Coringas

por Juh Oliveira* Se basta um dia ruim para reduzir o mais são dos homens a um lunático, qual o nível de insanidade de quem passa uma vida tendo dias repletos de injustiças sociais e lutas pessoais? O filme Coringa (Joker) tem dividido opiniões e sido tema de discussões sociais importantes. Uma delas é se a narrativa apresenta a … Continue lendo A loucura dos invisíveis – A periferia e os seus Coringas

Guia Fantástico de São Paulo: uma viagem pela cidade dos sonhos

por Roberta AR Existe uma São Paulo que cada paulistano ou morador da cidade tem em seu imaginário. As tantas coisas que cada um adora fazer nas tantas opções de lugares e gentes que a cidade tem, mas que podia ser mais aprazível, menos dura, mais amorosa com cada um. Ler o Guia Fantástico de … Continue lendo Guia Fantástico de São Paulo: uma viagem pela cidade dos sonhos

O mais emocionante em Pantera Negra somos nós!

por Juh Oliveira* A Juh esteve numa sessão especial do filme Pantera Negra somente para a comunidade negra e republica aqui no Facada X o relato desta experiência.       Participei de um evento incrível, de importância e significado, impacto e representatividade enormes: uma sessão especial do filme “Pantera Negra” somente para a comunidade negra … Continue lendo O mais emocionante em Pantera Negra somos nós!

Uma história da tatuagem no Brasil: um olhar cuidadoso sobre os estigmatizados na consolidação da vida urbana no país

por Roberta AR A tatuagem no Brasil existe muito antes dele ser chamado desse jeito. O ato de decorar a pele permanentemente está presente nos nossos povos originais ainda hoje, mesmo que isso não seja muito divulgado. Mas é sobre a tatuagem nos espaços urbanos que Silvana Jeha se debruçou para nos falar sobre os … Continue lendo Uma história da tatuagem no Brasil: um olhar cuidadoso sobre os estigmatizados na consolidação da vida urbana no país

A vida não me assusta: para espantar os medos desses tempos

por Roberta ARO medo tem sido um tema constante nesses tempos. Medo das incertezas do futuro. Da violência contra mulheres, contra negros, homossexuais. Medo de líderes religiosos. Medo em toda a parte. Mas nada como a companhia de uma linda obra de arte para afastar um pouco os fantasmas. Junto com Maya Angelou e Basquiat, … Continue lendo A vida não me assusta: para espantar os medos desses tempos

Facada 75 – BENDITA CURA – RESENHA (HQ)

Ainda na sombra do Dia Internacional de Combate à LGBTQIA+fobia, o Facada traz uma resenha da contundente - e necessária - HQ de Mário César: Bendita Cura.

Mas ele diz que me ama – graphic novel de uma relação violenta

por Roberta AR Uma das coisas mais difíceis para quem está num relacionamento afetivo é admitir que vive uma relação abusiva. Para as mulheres isso é ainda mais complicado, pois somos educadas a encarar a brutalidade dos parceiros como um tipo de amor. Por esses dias, rodou nas redes sociais a foto de uma menina … Continue lendo Mas ele diz que me ama – graphic novel de uma relação violenta

Friquinique: os anormais param para tomar um cafezinho

por Roberta AR Aberração é aquilo que não se encaixa, que dá medo, repulsa, nojo, ou apenas deixa desconfortável. Não somos educados a lidar com o que é diferente e ficamos apontando o dedo para tudo o que não é normal, de acordo com o que nos ensinaram. Daí, o que consideramos bizarro, e aqui … Continue lendo Friquinique: os anormais param para tomar um cafezinho

Sensações e fatos sobre Beleléu

por André Rafaini Lopes Escrever resenha não é fácil. A cada texto que faço, especialmente sobre os livros lançados pelos artistas que rondam o Facada, me sinto desafiado. O primeiro problema é fincar uma opinião absurdamente subjetiva. O segundo, e mais difícil, é encontrar os argumentos para racionalizar o que em princípio é uma sensação. … Continue lendo Sensações e fatos sobre Beleléu

A revista do crioulo doido

por André Rafaini Lopes É feio começar uma resenha elogiando os aspectos técnicos da publicação? Bah... Duvido que o leitor – ou os autores – de uma revista que tem um luchador na capa seja tão sensível a ponto de se incomodar com uma indelicadeza dessas. Então aqui vai: SAMBA, HQ feita por oito desenhistas … Continue lendo A revista do crioulo doido

Resenha – Pessoas que usam bonés-com-hélice

por André Rafaini Lopes Dizem por aí que todos temos um preço. O meu atende pelo nome de Pessoas que usam bonés-com-hélice (às vezes muda para a coleção completa de tiras do Calvin ou o Playstation 3, assumo). De modos que fiquei um par de minutos acariciando o livro de José Carlos Fernandes (Editora Asa, … Continue lendo Resenha – Pessoas que usam bonés-com-hélice