F for Knife

por Biu*

Ali imprensado contra a parede de som ele concebeu o pior ato de vilania que jamais seria capaz de imaginar. Acendeu mais um cigarro e três tragadas depois apagou-o na cara do sujeito que o imprensava. No instante seguinte estava sendo moído pelos grandões amigos do grandão. Enquanto os grandões do grandão o moíam ele sentiu-se como se estivesse em queda livre para dentro de outra dimensão. E passou tanto tempo por lá, talvez estivesse em coma, ou talvez tivesse sonhado com aquilo, mas ele também não lembrava de ter acordado, essa questão nunca ficou bem definida para ele.
Em sua nova vida ele faz outras coisas, mas ainda é ele. Ele agora é Eletric Lady Knife e está cruzando a praça em direção a Rua das Fuers, 36, onde mora.

Eletric Lady Knife (rise and fall)

Enquanto subia pelo elevador a Senhora Uchoua pensava coisas que tinham a ver com o hiperespaço e as marcas Guinso e Tramontina.
Quando ela chegou em casa encontrou seu marido nu sentado ao rodapé descarregando eletrochoques no própio pau. Ele gostava daquilo, e por que não? Esses anos todos, ela nunca desconfiou. A conta de luz , o cheiro de queimado, o blecaute, ela nunca desconfiou.
Ela decide então, num lampejo de lucidez induzida eletronicamente, ignorar aquilo e cruzar a sala com elegância muda. E nunca mais tocar no assunto. Mas no caminho, assaltada por um ímpeto de pudor vingativo, resolve desligar a chave geral. Ela não devia ter feito isso.
Yutakai Uchoua, mais tarde conhecido como Yuta Shok, decidiu, naquele mesmo instante, não utilizar mais os fios desencapados para reprimir seus impulsos homicidas, e dar cabo de seu até então bem sucedido casamento de fachada atirando a Senhora Uchoua pela janela do sexto andar. O que Yuta Shok não sabia era que a Senhora Uchoua tinha uma foice.

Uchoua Foice, Yuta Shok (2x)

Well, a Senhora Uchoua, apesar de ter deixado o chuveiro ligado, já há algum tempo encontrava-se ajoelhada em seu quarto, remexendo as gavetas de sua cômoda vocês já sabem em busca de quê. E ela achou, com a ajuda da lanterninha do celular, que tocou avisando que a bateria estava fraca bem na hora que Mister Shok, duzentos e vinte volts de pura malícia, desligava o chuveiro e perguntava languidamente – “Já em casa, baibê?” .
A Senhora Uchoua, então, num rompante, solta a foice, fecha a gaveta e pergunta – “O que houve com a luz, Hôney?” Desperdiçando assim sua última chance de sair dessa com vida.

Uchoua Foice. Yuta Shok. Eletrofight.

Zip, zap. Miss Uchoua ainda teve tempo de dar uma ou duas apeladas e então viu sua vida passar ante os olhos enquanto caía deselegantemente. Entre sua janela e a do quinto andar ocorreu-lhe que Hulks são de Marte e Smurfs são de Vênus. Entre o quarto e o segundo andar ela viu o dia de seu casamento, o de sua morte e o de seu nascimento, puta vida tediosa, hein? Mas havia algo de errado ali pois em sua visão não era assim que ela morria, era dali há três dias, em uma cama de hospital, cheia de hematomas de uma sova dada por uns grandões. Lady Knife fechou então os olhos, desejou morrer e se estabacou.
Enquanto a calçada recebia sua ex-mulher, seis andares acima, o agora viúvo Yutakai dava as costas e voltava à sala, bzzt.

Bzzt, bzzt. Uau! Yeah…

.

*Biu é paraibano, farmacêutico e faz quadrinhos.

Anúncios
Com a tag