I’M A 4F: O Batman e a Segunda Guerra Mundial

por Laluña Machado* Os quadrinhos de super-heróis já tinham ganhando algum fôlego quando a Segunda Guerra Mundial teve seu início "oficial" em 1939, mesmo ano que o milionário (SÓ tinha milhões ainda) Bruce Wayne vestiu-se de morcego para combater o crime nas ruas de Nova York (isso mesmo, ainda não existia Gotham) na Dectetive Comics … Continue lendo I’M A 4F: O Batman e a Segunda Guerra Mundial

Consolo Supremo

por Auta de Souza* Os tristes dizem que a vidaÉ feita de dissaboresE a alma verga abatidaAo peso das grandes dores. Não acredito que sejaAssim como dizem, não…Ai daquele que desejaViver sem uma ilusão! Se há noites frias, escuras,Também há noites formosas;Há risos nas amarguras;Entre espinhos nascem rosas. E rosas também cobriramO lenho santo da … Continue lendo Consolo Supremo

Gupeva

por Maria Firmina dos Reis* I Era uma bela tarde: o sol de agosto animador e grato declinava já seus fúlgidos raios; no ocaso ele derramava um derradeiro olhar sobre a terra e sobre o mar que, a essa hora mágica do crepúsculo, estava calmo e bonançoso, como uma criança adormecida nos braços de sua … Continue lendo Gupeva

Gotham 1889: Uma ode a Era Vitoriana e a Belle Époque

por Laluña Machado* Levando em consideração que o Batman é um dos personagens que mais se mantêm no imaginário coletivo e que consegue ser usado em vários tipos de representações para todas as idades e gostos, colocá-lo em uma história que se passa no fim do século XIX, numa Gotham que tem como base a … Continue lendo Gotham 1889: Uma ode a Era Vitoriana e a Belle Époque

Ilustrações de Minnie Dibdin Spooner

por Minnie Dibdin Spooner* Veja post em Female Artists in History . *Minnie Dibdin Spooner (1867 - 1949), conhecida como Dinah. Ela foi casada com Charles Spooner (1862-1938), arquiteto, com quem trabalhou em muitos projetos como co-designers.

Batman Cavaleiro Branco: Max Weber e a violência legitimada pelo Estado

por Laluña Machado* A minissérie Batman: Cavaleiro Branco que foi dividida em 8 edições, escrita e desenha por Sean Murphy, traz algumas discussões sobre o “efeito Batman” em Gotham City. A base narrativa se molda por meio do questionamento sobre a real necessidade do centro metropolitano ter um super-herói, considerando aspectos morais e deveres civis … Continue lendo Batman Cavaleiro Branco: Max Weber e a violência legitimada pelo Estado

O direito à preguiça

por Paul Lafargue* I - Um Dogma Desastroso “Sejamos preguiçosos em tudo, exceto em amar e em beber, exceto em sermos preguiçosos.” LESSING Uma estranha loucura se apossou das classes operárias das nações onde reina a civilização capitalista. Esta loucura arrasta consigo misérias individuais e sociais que há dois séculos torturam a triste humanidade. Esta … Continue lendo O direito à preguiça

Feminicídio nos quadrinhos – a perspectiva feminina nas HQs nacionais

por Dani Marino* A cada hora, mais de 500 mulheres são vítimas de agressão física no Brasil. O país tem o quinto maior índice do mundo de assassinatos de mulheres” A frase acima abre a HQ A filha da mãe, de Tinda Costa e Alexandre Magalhães. Com ampla divulgação em diversos veículos nacionais, a narrativa se … Continue lendo Feminicídio nos quadrinhos – a perspectiva feminina nas HQs nacionais

Batman Terra de Ninguém: do Contrato Social ao Leviatã

por Laluña Machado* “… Depois que o solo partiu e os edifícios tombaram, a nação abandonou Gotham City. A partir de então, apenas os valentes, os saqueadores e os insanos permaneceram no lugar que passou a ser chamado de Terra de Ninguém.” Lançado em janeiro de 1999 e com término em dezembro do mesmo ano, Terra de Ninguém coloca-se … Continue lendo Batman Terra de Ninguém: do Contrato Social ao Leviatã

A abolição do trabalho

por Bob Black* “Existe tanta liberdade numa moderada ditaduradesestalinizada como num ordinário local detrabalho americano. A hierarquia e a disciplinano escritório ou na fábrica é idêntica àquelaque encontramos na prisão ou num convento.” Nunca ninguém deveria trabalhar. O trabalho é a gênese de grande parte da miséria do mundo, é causa de muito do mal … Continue lendo A abolição do trabalho

Coringa: da insanidade ao poder disciplinar foucaultiano

por Laluña Machado* Considerado o maior vilão de todos os tempos da cultura pop, quiçá da cultura de modo geral, surgindo um ano após a criação do Homem-Morcego em Batman #1 (1940), o Coringa teve sua composição inspirada no clássico  L'Homme qui rit (O Homem que Ri) de Vitor Hugo, que ganhou uma produção cinematográfica de … Continue lendo Coringa: da insanidade ao poder disciplinar foucaultiano

A Proletária

por Rosa Luxemburgo* O dia da proletária inaugura a semana da Social-Democracia(1). O partido dos deserdados coloca a sua coluna feminina no front ao partir para a dura luta pela jornada de oito horas, a fim de espalhar a semente do socialismo sobre novas terras. E a igualdade de direitos políticos das mulheres é o … Continue lendo A Proletária

Quando Neil Gaiman “matou” o Batman

por Laluña Machado* - Eu morri? - Ainda não. - Diga o que está havendo. - Bruce, você é o maior detetive do mundo. Por que não descobre? Lançada em duas partes (Batman #686 e Detective Comics #853), Batman – O que aconteceu com o Cavaleiro das Trevas? traz uma narrativa na qual, o arquiteto … Continue lendo Quando Neil Gaiman “matou” o Batman