Episódio em Sol Maior

por Biu*

Rufem os tambores!

Quando os cavalos batedores invadiram a cidade em fortíssimos hexacordes atonais, o dia estava cheio de luz dissonante. Trítonos ululavam nos becos amorfos e ostinatos de efeito moral saltaram da escala cromática onde coalhavam e subiram pelas anáguas das senhoritas arrancando-lhes risinhos histéricos em dó maior.

Os cavalos batedores relincham, grunhem, uivam, rangem, grasnam, roncam, sibilam e mordem. Não demonstre medo diante deles.

Doze cavalos batedores, notas sem repetição, mísseis harmónicos desgarrados como raios no céu. Acordes desembalados rumo a um estratosférico sol.

Aí, nessa altura, perdem o compasso, suas asas derretem, e eles caem aos cacos em marcha lenta, bagatelas em pianíssimo, e então mais nada, silêncio – A expectativa de um novo movimento.

Rufem os tambores.

.

*Biu é paraibano, farmacêutico e faz quadrinhos.

Anúncios
Com a tag

4 comentários em “Episódio em Sol Maior

  1. Eu me senti num quadro do Salvador Dali, perambulando por toda essa loucura de sonhos que querem se concretizar…
    Sonhos flamejantes e impactantes para despertar a alma poética…

  2. “A expectativa de um novo movimento.” Uma “Fuga” descritiva onde o olhar do observador se perde entre registrar e fugir! Uma criança cheia de imaginação que ouve Wagner e ver o que ouve… ^^

Os comentários estão encerrados.