Sacolas pra que te quero

Por Mauro Castro*

Muitos taxistas não gostam de parar em pontos de supermercado. O problema destes pontos são as sacolas de compras. O taxista precisa ajudar a colocá-las no porta-malas e depois, no final da corrida, ajudar a descarregá-las. Como não existe uma regra clara para a cobrança de tal serviço, muitos taxistas não cobram, mas também não fazem esse tipo de corrida. Ponto.

Meu colega Marimbondo, porém, não vê problemas nas sacolas, pelo contrário, aproveita a ocasião para ganhar um extra. Ele trabalha no ponto de um grande supermercado. Gentil e prestativo, ganha boas gorjetas dos clientes, por conta da ajuda com os volumes. Mas nem sempre as coisas saem como o esperado.

Marimbondo contou que, certa vez, vinha rodando por uma avenida quando um casal de idosos fez sinal para seu táxi. Eles estavam parados na calçada, rodeados por uma quantidade de sacolas de supermercado. Acostumado com esse tipo de corrida, o taxista parou e já foi abrindo o porta-malas. Enquanto os velhinhos embarcavam, ele acomodou as compras no bagageiro, já calculando quanto poderia cobrar pelo transporte dos volumes.

O taxista passou a corrida toda falando da sua forma de cobrar pelas sacolas de compras. Fez questão de esclarecer que a gratificação fica a critério dos passageiros, mas deu a entender que esperava que fossem generosos. Encolhidos no banco traseiro, os velhos pareciam não entender onde o motorista queria chegar com aquele assunto.

No fim da corrida, eles pagaram o valor exato que estava no taxímetro e se foram. Marimbondo chamou-os, abriu o porta-malas, perguntou se não iam levar as compras. Os velhos se olharam com cara de espanto, responderam que não haviam comprado nada.

Só então, meu colega percebeu que as sacolas não tinham nada a ver com o casal: elas continham lixo reciclavel, que estava na calçada à espera da coleta seletiva…

.
* Mauro Castro é taxista em Porto Alegre e é conhecido na internet por seu blog Taxitramas, em que publica crônicas sobre o cotidiano do seu ofício. Entrevistamos ele por aqui há alguns anos.

Anúncios

4 comentários em “Sacolas pra que te quero

  1. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKkkkkkkkkk!!! já aconteceu comigo algo do tipo!! esse negócio de ser prestativo demais dá nisso!! ^^

  2. Como sempre muito boa a história do Mauro… coisas do cotidiano que nem sempre nos damos conta de que são engraçadas….

    parabéns!!

Os comentários estão encerrados.