Female artists in history: mulheres artistas de todo o mundo reunidas em uma única página

por Roberta AR

O apagamento das obras feitas por mulheres ao longo da história é uma constante, persiste ainda hoje, quando inúmeros portais de todas as áreas simplesmente publicam muito pouco, às vezes nenhuma, ação, descoberta, projeto ou obra de mulheres da atualidade. É por isso que temos tantas páginas, sites, portais dedicados apenas a elas, pois, ou fazemos nós esse registro, ou seremos apagadas de novo. Muitas ações estão sendo feitas para a recuperação da memória histórica dos trabalhos das mulheres também e aqui falamos de um desses projetos, que tem sido um parceiro do Facada faz um tempo (confira na categoria PINTURAS): Female artists in history.

Uma página no facebook que reúne pintoras, ilustradoras, escultoras de todo o mundo em centenas de pastas com descrição detalhada das obras, biografias, de maneira simples e acessível, esse é o trabalho imenso feito por uma única mulher. Christa Zaat, holandesa, autodidata em artes, criou a página Female artists in history  com o objetivo de divulgar o trabalho de artistas que já morreram, como ela mesma diz: “eu quero dar voz às mulheres que não podem mais falar por si mesmas”.

Pedi para Christa Zaat falar um pouquinho para gente sobre o seu trabalho de curadoria e como iniciou o projeto:

“Eu mantenho um blog de arte como Christa Zaat desde 2012. Eu sempre tentei prestar uma atenção extra às mulheres artistas, já que eu tinha curiosidade para saber onde elas estavam na história. O material que encontrei sobre mulheres artistas foi tão avassalador que, em 20 de abril de 2014, iniciei a página de arte Female artists in history. Até agora eu tenho mais de 112.000 seguidores e mais de 2000 álbuns sobre mulheres artistas. Nosso banco de dados, no entanto, é muito maior, com quase 10.000 nomes e 40.000 imagens. Então eu tenho muito mais do que posso postar diariamente. E ainda estou com pouco tempo.

Eu só tenho uma página no Facebook neste momento, mas estou trabalhando em um site nos bastidores. Mas esse ainda não está ativo. É muito trabalhoso fazer isso.

Eu não estou fazendo isso sozinha. Meu parceiro Carel (um homem) é o homem forte e leal nos bastidores. Ele não gosta de estar em evidência, então eu faço todas as coisas do front-end (planejamento, postagem, organização, comunicação), e juntos fazemos a pesquisa.”

É possível ler uma longa entrevista sobre seu trabalho (em inglês) nesse link:

http://nosmokingmedia.com/features/art-herstory-christa-zaat/

Aqui, vou destacar as mulheres brasileiras que encontramos neste imenso banco de dados:

Rosina Becker do Valle

(Rio de Janeiro, 1914 – 2000) foi uma pintora naïf brasileira

rosina

Georgina de Albuquerque

(Taubaté, 4 de fevereiro de 1885 — Rio de Janeiro, 29 de agosto de 1962 ) foi uma pintora, desenhista e professora brasileira.

georgina

Tarsila do Amaral

(Capivari, 1 de setembro de 1886 — São Paulo, 17 de janeiro de 1973) foi uma pintora, desenhista e tradutora brasileira e uma das figuras centrais da pintura e da primeira fase do movimento modernista no Brasil, ao lado de Anita Malfatti. Seu quadro Abaporu, de 1928, inaugura o movimento antropofágico nas artes plásticas.

tarsila

Mira Schendel

(Zurique, 7 de junho de 1919 — São Paulo, 24 de julho de 1988) foi uma artista plástica suíça radicada no Brasil, hoje considerada um dos expoentes da arte contemporânea brasileira.

mira

Angelina Agostini

(Rio de Janeiro, 1888 — Rio de Janeiro, 1973) foi uma pintora, escultora e desenhista brasileira, filha do também pintor e caricaturista Angelo Agostini e da pintora Abigail de Andrade

angelina

Bertha Worms

(Uckange, França, 26 de fevereiro de 1868 – São Paulo, 27 de junho de 1937), foi uma professora e pintora de gênero e de retratos franco-brasileira.

bertha