A vida não me assusta: para espantar os medos desses tempos

por Roberta AR

O medo tem sido um tema constante nesses tempos. Medo das incertezas do futuro. Da violência contra mulheres, contra negros, homossexuais. Medo de líderes religiosos. Medo em toda a parte. Mas nada como a companhia de uma linda obra de arte para afastar um pouco os fantasmas. Junto com Maya Angelou e Basquiat, eu digo: A vida não me assusta.

IMG_20181217_182837229

 

A vida não me assusta é um lindo livro infantil editado por Sara Jane Boyers, que uniu ao poema Life doesn’t frighten me, de Maya Angelou, imagens produzidas por Basquiat durante toda a sua carreira num belo trabalho de curadoria que resultou nessa edição poderosa, que pretende espantar os medos infantis das coisas mais assustadoras. Sombras, cães bravos, monstros, dinossauros, bruxas e até os bullys que puxam os cabelos crespos das meninas são os personagens que não assustam essa nossa criança narradora, que guarda os seus medos para os sonhos noturnos.

O livro chegou ao Brasil pela primeira vez nessa edição comemorativa de 25 anos da publicação, editado pela DarkSide Books no seu selo infantil Caveirinha.

Para entender a grandeza de uma publicação como essa, temos que falar sobre os dois artistas unidos nessa obra:

Maya Angelou Obit.

Maya Angelou (pseudônimo de Marguerite Ann Johnson) viveu de 1928 a 2014. Ativista dos direitos civis, junto a líderes negros como Malcom X e Martin Luther King (era amiga dos dois), ela foi muito atuante não só nos Estados Unidos, como também em diversos países da África, onde trabalhou como jornalista e professora, ajudando movimentos de independência pelo continente. Em sua longa carreira, foi poetisa, escritora, historiadora, entre outras coisas.

basquiat

Jean-Michel Basquiat viveu entre 1960 e 1988. Filho de uma porto-riquenha e pai haitiano, começou a ganhar notoriedade com seus grafites, que traziam a assinatura SAMO (same old shit ou “sempre a mesma merda”), trabalho que fazia com o amigo Al Diaz. Também era músico e tocou em diversas casas noturnas importantes de Nova Iorque com sua banda Gray, que lhe rendeu o personagem principal do filme Downtown 81. Após participar de uma exposição numa instituição chamada Colab, seu trabalho como artista plástico foi reconhecido e ele começou a integrar o movimento chamado neoexpressionista. Sua parceria mais conhecida foi com Andy Warhol, com uma extensa produção colaborativa entre os dois.

Para Sara Jane Boyers, “A vida não me assusta é sobre experiência de vida. É sobre perseverança e orgulho, sobre encontrar-se com a história da própria vida, sobre o bom e o mau e sobre utilizar tudo aquilo que que nos influencia e nos afeta – nossas famílias, nossa cultura, o dia a dia do nosso planeta – para nos apoiarmos e nos reinventarmos constantemente”.

 

 

A vida não me assusta
Maya Angelou 
DarkSide Books
R$ 49,90

O livro foi cortesia da editora.

(texto publicado originalmente no site MinasNerds)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s