Sirlene Barbosa, a primeira indicada ao Jabuti de HQ por Carolina

por Roberta AR  O primeiro quadrinho da novela gráfica Carolina foi de um impacto imenso para mim. Lembrei imediatamente da chácara que ficava no fim da minha rua, em Parelheiros, que tinha aquela senhora gentil que fazia biscoitos para mim. Eu era muito pequena, possivelmente no mesmo ano que aparece registrado ali. Teria eu conhecido … Continue lendo Sirlene Barbosa, a primeira indicada ao Jabuti de HQ por Carolina

Facada 76 – Abalone (Boardgames)

Pensa um joguinho estratégico. Nesta edição explicamos um pouco o conceito de jogo abstrato enquanto apresentamos o Abalone! A ideia é empurrar as bolinhas do adversário para fora do tabuleiro. E isso não é tão fácil quanto parece!

Facada 75 – BENDITA CURA – RESENHA (HQ)

Ainda na sombra do Dia Internacional de Combate à LGBTQIA+fobia, o Facada traz uma resenha da contundente - e necessária - HQ de Mário César: Bendita Cura.

Alma não tem cor: uma falsa medida do homem

por Carla Lisboa* Passadas as “comemorações” sobre o dia em que foi assinada a Lei Áurea, que extingue a escravidão no país (mas não a mentalidade escravista), tudo volta ao “normal”: violência e/ou discriminação racial, racismo, silenciamento, necropolítica... você escolhe, o repertório é vasto. Tudo acaba em extermínio, em invisibilidade social, em uma memória apagada, … Continue lendo Alma não tem cor: uma falsa medida do homem

O fracasso em meio ao caos

por Roberta AR Sonhei que estava no cruzamento de uma grande avenida, um lugar que me foi tão familiar por tanto tempo, mas que não vou há anos. Perguntei para quem estava comigo, uma amiga que se distanciou, coisas da vida, se não tinha problema eu dar um pulinho por lá no meio do isolamento. … Continue lendo O fracasso em meio ao caos