A clínica da Monga é uma experiência do pensamento em imagem sequencial

por Roberta AR Uma experiência psicanalítica sem palavras, acho que assim posso descrever rapidamente palavras o intrigante quadrinho A espetacular clínica da Monga apresenta: caso original, de Tai Cossich, recém lançado pela Lote 42. Página de A Espetacular Clínica da Monga Apresenta Caso Original No cenário, temos uma poltrona, onde senta o psicanalista, e um … Continue lendo A clínica da Monga é uma experiência do pensamento em imagem sequencial

Batman Terra de Ninguém: do Contrato Social ao Leviatã

por Laluña Machado* “… Depois que o solo partiu e os edifícios tombaram, a nação abandonou Gotham City. A partir de então, apenas os valentes, os saqueadores e os insanos permaneceram no lugar que passou a ser chamado de Terra de Ninguém.” Lançado em janeiro de 1999 e com término em dezembro do mesmo ano, Terra de Ninguém coloca-se … Continue lendo Batman Terra de Ninguém: do Contrato Social ao Leviatã

Amazon e o barato que sai caro

por Roberta AR Bilionários não deveriam existir. Acho que este é o pensamento que mais tem me assolado nestes tempos pandêmicos (junto com o medo de morrer e a luta contra a sobrecarga do trabalho doméstico sobre as mulheres). Mas daí que bilionários só são bilionários porque sabem nos envolver nas ondas do marketing que … Continue lendo Amazon e o barato que sai caro

A abolição do trabalho

por Bob Black* “Existe tanta liberdade numa moderada ditaduradesestalinizada como num ordinário local detrabalho americano. A hierarquia e a disciplinano escritório ou na fábrica é idêntica àquelaque encontramos na prisão ou num convento.” Nunca ninguém deveria trabalhar. O trabalho é a gênese de grande parte da miséria do mundo, é causa de muito do mal … Continue lendo A abolição do trabalho

Coringa: da insanidade ao poder disciplinar foucaultiano

por Laluña Machado* Considerado o maior vilão de todos os tempos da cultura pop, quiçá da cultura de modo geral, surgindo um ano após a criação do Homem-Morcego em Batman #1 (1940), o Coringa teve sua composição inspirada no clássico  L'Homme qui rit (O Homem que Ri) de Vitor Hugo, que ganhou uma produção cinematográfica de … Continue lendo Coringa: da insanidade ao poder disciplinar foucaultiano

QP, um quadrinho sobre relacionamento de Powerpaola

por Roberta AR Esse é um quadrinho sobre um relacionamento. Em QP, Powerpaola reúne várias histórias que aconteceram durante seu relacionamento com Q., que foi de 2006 a 2012. Tem sido cada vez mais raro ver gente falando de relacionamentos passados de maneira tão serena quanto vi nesse livro. Este é um livro sobre seis … Continue lendo QP, um quadrinho sobre relacionamento de Powerpaola

A Proletária

por Rosa Luxemburgo* O dia da proletária inaugura a semana da Social-Democracia(1). O partido dos deserdados coloca a sua coluna feminina no front ao partir para a dura luta pela jornada de oito horas, a fim de espalhar a semente do socialismo sobre novas terras. E a igualdade de direitos políticos das mulheres é o … Continue lendo A Proletária

Quando Neil Gaiman “matou” o Batman

por Laluña Machado* - Eu morri? - Ainda não. - Diga o que está havendo. - Bruce, você é o maior detetive do mundo. Por que não descobre? Lançada em duas partes (Batman #686 e Detective Comics #853), Batman – O que aconteceu com o Cavaleiro das Trevas? traz uma narrativa na qual, o arquiteto … Continue lendo Quando Neil Gaiman “matou” o Batman

As mulheres em Mensur

por Roberta AR Mensur é uma prática de esgrima em que os dois lutadores devem acertar o rosto um do outro com espadas afiadas. Começou a ser praticada no início do século XX, aparentemente, por grupos de universitários alemães, que exibiam suas cicatrizes na face como troféus. Uma coisa máscula. Esse também é o nome … Continue lendo As mulheres em Mensur

Em busca da primeira quadrinista brasileira

por Roberta AR (texto de fevereiro de 2016) Um belo dia acordei com uma questão na cabeça: quem foi a primeira mulher a fazer quadrinhos no Brasil? Porque o primeiro homem é conhecido, tem prêmio com o nome dele e tudo por aqui. Os primeiros quadrinhos brasileiros foram publicados na segunda metade do século XIX … Continue lendo Em busca da primeira quadrinista brasileira

Respeita a mulher cansada

por Roberta AR Acho que peguei COVID em abril. Nunca testei para confirmar por motivos de os sintomas passaram e não queria me expor no posto de saúde. Foram dois dias de uma dor de cabeça que nunca senti daquele jeito na vida, nem antes, nem depois. E uma fadiga colossal. Eu só dormia. Naqueles … Continue lendo Respeita a mulher cansada

Mulheres & Quadrinhos: um registro da produção desse tempo

por Roberta AR As vantagens de ser uma artista mulherTrabalhar sem a pressão pelo sucesso. Não ter que participar de exposições com homens. Poder descansar do universo da arte nos seus outros 4 empregos. Saber que sua carreira pode deslanchar depois dos 80 anos. Saber que não importa o tipo de arte que você faça, … Continue lendo Mulheres & Quadrinhos: um registro da produção desse tempo

Mais uma vez

por Lima Barreto* Este recente crime da rua da Lapa traz de novo à tona essa questão do adultério da mulher e seu assassinato pelo marido.Na nossa hipócrita sociedade, parece estabelecido como direito, e mesmo dever do marido, o perpetrá-lo.Não se dá isto nesta ou naquela camada, mas de alto a baixo. Eu me lembro … Continue lendo Mais uma vez