Quinze anos de Facada X

por Roberta AR

Criado como um espaço livre para publicar, por mim e pelo André, o Facada sempre esteve aberto aos nossos amigos e a pessoas que se aproximaram para trocas interessantes. Começamos um ano depois do lançamento do orkut, que ainda era fechado apenas para convidados,  então muito do que foi postado no início deste deste zine eletrônico tem a cara de publicação comum das redes sociais de hoje. Para muita gente, foi a primeira experiência publicando despreocupadamente na internet, alguns até começaram seus próprios blogs depois. Hoje, ainda somos espaço para reflexões, trabalhos autorais, resenhas, e, mais recentemente, listas. E tudo isso está aqui nos nossos arquivos. Ao abrir nossa conta no instagram, nesses tempos de redes muitas, vi que chegamos aos QUINZE ANOS!

É muito tempo desde que criamos o ainda Facada Leite-Moça, um nome aleatório retirado de uma música de Fausto Fawcett, e que acho que foi o nome deste espaço por pelo menos a metade da sua existência. Como somos dinossauros da internet, ainda somos fruto do idealismo do conteúdo livre e compartilhado, por isso decidimos ser um espaço não monetizável e colocamos nossas publicações em licença Creative Commons.

O que nunca fizemos, nesta longa trajetória, foi organizar em um único post todo mundo que já passou por aqui. Não tínhamos feito, porque está aqui agora, os convidados todos para nossa festa de debutante. Além de mim, Roberta AR, e do André Rafaini Lopes, temos esta longa lista. Clique no nome para ver o conteúdo disponível:

Adriano de Almeida

André Francioli

André Gonzales

Antonio Netto

Antonio Souza

Biu

Bruno Azevêdo

Caio Gomez

Casa Locomotiva

Carla Lisboa

Carlos Dowling

Chapamamba

Cicinho Filisteu

Clara do Prado

Cláudo Parentela

DigóesX

Diogo Brozoski

Edgar Raposo

Érica Pierrobon

Evandro Esfolando

Everaldo Maximus

Felipe Marinho

FErio

Fernando Vasconcelos

Flávia Diab

Francisco Zenio

Gabriel Góes

Gabriel Mesquita

Igo Estrela

Jamile Vasconcelos

Juh Oliveira

Juliana Bolzan

Laluña Machado

Lauro Montana

Lilian Sampaio

Luciano Vitoriano

Luda Lima

Maurício Patiño

Mauro Castro

Michel Aleixo

Os Haxixins

Pedro Elias

Rafael Zolis

Raul Córdula

Sebastião Vicente

Stêvz

Thelma Ramalho

Tiago Penna

Túlio Flávio

Valdez

Zefirina Bomba

Valdez

por Valdez*

Publicamos aqui Colóquios Flácidos Para Acalentar Bovinos (ou conversa pra boi dormir) para o seu deleite:

.
* Valdez é Everaldo, Diego e Sérgio tocando juntos.

O crime do teishouku preto

Publicamos aqui um gostinho do que foi produzido pela Jam Session de Quadrinhos em Brasília, produzida pelo Facada e pela Kingdom Comics e idealizada pela HQMIX.

PARA VER AS FOTOS, CLIQUE AQUI.

Pocket show da Valdez (com um pequeno delay na publicação aqui)


O pagamento de Biu, primeira execução pública


Cover de Search and Destroy

.

por Gomez

.

por Juliet Jones

.

por Evandro Esfolando

.

por James Figueiredo

.

por Felipe Sobreiro

.

por Thiago Fonseca

.

Por Camila Hott

.

por Daniel Carvalho

.

por Kleber Sales

.

Por Lua Bueno Cyriaco

.

por Verônica Saiki

.

por Carol Brandão

.

por Leandro Luna

.

por Bruno Azevedo

.

por Lima Neto

.

por Arnold Jacques

(update em 09/05/2011)

Colóquios Flácidos para Acalentar Bovinos

por Biu*


Colóquios Flácidos para Acalentar Bovinos: Os caras são bons de nomes. Os caras são bons de estética também, a capa é muito massa. Agora o som, enquanto meu cd player ainda funciona: barulho da porra e bem produzido. Fico feliz de tá resenhando porque pelo que sei foi feito na tora. Falar em tora vou acender um pra ouvir em stereo… 0 0 0, coff, coff. Música 2: “o que há de errado comigo?” boa pergunta, Diego. Não faço a mínima, você me parecia um cara normal, quando não te conhecia. Na sequencia vem um blues. O macaco malvado realmente veio a calhar. A jonga também. Está me saindo uma tarde muito agradável, nada mal pra uma segunda. Os colóquios seguem, mas agora estou perdido, não sei se é a anterior ou já é a próxima, tá rolando um Tuín na minha cabeça, oh-oh. A bateria me situou, acho que estou nas rich girls que vão pra putaquepariu ou coisa assim, o Tuin continua, agora mais raivoso, acho que vou tomar uma cerveja para me acalmar… acabou a cerveja, acho que ouvi chat baker falar algo sobre gás de geladeira num documentário que assisti ontem ou anteontem…

Ufa, agora mais calmo, vamos à próxima, algo sobre a cor vermelha, um blusão psico.

Esse ep realmente contem conflitos psicológicos intensos, como advertido no release (é assim que se escreve? É isso mesmo?), vão por mim.

Sexto som: Diego, meu chapa, o que te fizeram?

O pior pro final.

ahhhhhhhh… inda bem que a bateria e o baixo me dão um chão onde pisar.

O som acabou, caí num vácuo.

Yep. Tem uma surf music pós gap, que jeito maneiro de acordar.

Everaldo Maximino – sinta-se vingado, brother.

.
Colóquios Flácidos para Acalentar Bovinos é o novo EP da banda Valdez, de Brasília. BAIXE AQUI.

.

*Biu é paraibano, farmacêutico e faz quadrinhos.