Quinze anos de Facada X

por Roberta AR

Criado como um espaço livre para publicar, por mim e pelo André, o Facada sempre esteve aberto aos nossos amigos e a pessoas que se aproximaram para trocas interessantes. Começamos um ano depois do lançamento do orkut, que ainda era fechado apenas para convidados,  então muito do que foi postado no início deste deste zine eletrônico tem a cara de publicação comum das redes sociais de hoje. Para muita gente, foi a primeira experiência publicando despreocupadamente na internet, alguns até começaram seus próprios blogs depois. Hoje, ainda somos espaço para reflexões, trabalhos autorais, resenhas, e, mais recentemente, listas. E tudo isso está aqui nos nossos arquivos. Ao abrir nossa conta no instagram, nesses tempos de redes muitas, vi que chegamos aos QUINZE ANOS!

É muito tempo desde que criamos o ainda Facada Leite-Moça, um nome aleatório retirado de uma música de Fausto Fawcett, e que acho que foi o nome deste espaço por pelo menos a metade da sua existência. Como somos dinossauros da internet, ainda somos fruto do idealismo do conteúdo livre e compartilhado, por isso decidimos ser um espaço não monetizável e colocamos nossas publicações em licença Creative Commons.

O que nunca fizemos, nesta longa trajetória, foi organizar em um único post todo mundo que já passou por aqui. Não tínhamos feito, porque está aqui agora, os convidados todos para nossa festa de debutante. Além de mim, Roberta AR, e do André Rafaini Lopes, temos esta longa lista. Clique no nome para ver o conteúdo disponível:

Adriano de Almeida

André Francioli

André Gonzales

Antonio Netto

Antonio Souza

Biu

Bruno Azevêdo

Caio Gomez

Casa Locomotiva

Carla Lisboa

Carlos Dowling

Chapamamba

Cicinho Filisteu

Clara do Prado

Cláudo Parentela

DigóesX

Diogo Brozoski

Edgar Raposo

Érica Pierrobon

Evandro Esfolando

Everaldo Maximus

Felipe Marinho

FErio

Fernando Vasconcelos

Flávia Diab

Francisco Zenio

Gabriel Góes

Gabriel Mesquita

Igo Estrela

Jamile Vasconcelos

Juh Oliveira

Juliana Bolzan

Laluña Machado

Lauro Montana

Lilian Sampaio

Luciano Vitoriano

Luda Lima

Maurício Patiño

Mauro Castro

Michel Aleixo

Os Haxixins

Pedro Elias

Rafael Zolis

Raul Córdula

Sebastião Vicente

Stêvz

Thelma Ramalho

Tiago Penna

Túlio Flávio

Valdez

Zefirina Bomba

Cabeça dinossauro vol. 1

por Stêvz*

Veja os bastidores do zine no Cumulus Absurdum (o blog do Stêvz).

.

* Stêvz é brasiliense, ilustrador e músico. De vez em quando ele escreve. Além de ser um dos homens Beleléu.

Aparecida Blues no bate-papo sobre quadrinho em SP

No sábado, rolou um bate-papo sobre quadrinho autoral na Quanta Academia, em São Paulo. Estiveram presentes Biu, Stêvz, que falaram sobre Aparecida Blues, Pedro Franz e Yuri Moraes, que falaram sobre seus livros  com mediação de Rafael Coutinho.

Biu na banca de debates fala sobre Aparecida Blues. Desenho de Pietro.

Foto do André (nosso sócio).

.

Biu, Stêvz, Pedro Franz, Yuri Moraes e Rafael Coutinho

Foto da Lívia (tirada daqui)

Aparecida em Brasília

mais um teaser por Stêvz

Dia 30 de outubro, Aparecida Blues, de Biu e Stêvz, terá lançamento conjunto com Calendário Pindura, em Brasília. Também teremos as revistas Golden Shower #2 e Peixe Fora D’água, do Rio de Janeiro, e do livro Garoto Mickey, de Yuri Moraes. O evento acontece a partir das 15 horas no Mercado Cobogó, na Asa Norte. Clique aqui para mais informações.

Aparecida no Rio

teaser por Stêvz

Aparecida Blues tem data de lançamento no Rio:

13/10/2011 – Na Blooks Livraria – Praia de Botafogo, 316 – Rio de Janeiro, Brasil

A partir das 19 horas

010010110001. 3

Por Stevz*

Música de Computador Vol.3

BAIXE AGORA

as máquinas não precisam de ninguém

as máquinas não precisam de nada

as máquinas vencem no berro quando estão inspiradas

o palco é de quem gritar mais alto

circuito fechado, coração de ferro

as máquinas dispensam os ouvidos enquanto houver o um e o zero

______________________________________________________

agora que esta brincadeira chegou ao terceiro volume, resolvi falar um pouco sobre ela.

é quase tudo executado em reason (sem controlador, infelizmente, embora isso dê um caráter mecânico quase extremo à coisa), mas não necessariamente composto direto no computador.

não domino nenhuma técnica de masterização, ou mesmo de mixagem, além da intuição. é tudo feito em fones de ouvido. no seu som pode sair uma merda, paciência. aqui também não está perfeito, mas uma hora é preciso dar-se por satisfeito.

desta vez tentei amarrar um pouco os pedaços, nos primeiros só escolhia algumas das muitas músicas que tinha por aqui e tentava achar uma ordem interessante.

o lance das máquinas é irônico: tenho que fazer praticamente todas as escolhas por elas.

é isto,

divirtam-se (ou não).

ê.

.

* Stêvz é brasiliense, ilustrador e músico. De vez em quando ele escreve.

010010110001. 2

Por Stevz*

Download

.

* Stêvz é brasiliense, ilustrador e músico. De vez em quando ele escreve.

01001011010001

Por Stevz*

PARA OS DETRATORES DA INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E DA CONSCIÊNCIA ELETRÔNICA DAS POBRES MÁQUINAS, APRESENTA-SE ESTA COMPILAÇÃO DE MÚSICA DE COMPUTADOR EM TODA A SUA NEUTRALIDADE BINÁRIA E CAFONICE TÍMBRICA SINTETIZADA. AS COMPOSIÇÕES PODEM TER SIDO CRIADAS COM PAUS E PEDRAS EM ATRITO, MAS A BANDA QUE AS EXECUTA NÃO PASSA DE UM ZIPPO AUTÔMATO, LUBRIFICADO E SEM CORAÇÃO. VÁ LÁ, OS ROBÔS PODEM DEIXAR ESCORRER UMA LAGRIMINHA DE ÓLEO DE VEZ EM QUANDO:

DOWNLOAD

.

* Stêvz é brasiliense, ilustrador e músico. De vez em quando ele escreve.

Chapamamba

Por Stevz e Bruno*

Lado A: Terra de cego.

Lado B: Forca.

Download.

.

*Chapamamba é Stevz e Bruno e pode ser ouvida também no Soundcloud e no Myspace.

Interlúdio

por Biu e Stêvz*

Mais uma página da novela gráfica Aparecida Blues, que está em produção.

.

*Biu é paraibano, farmacêutico e faz quadrinhos.

* Stevz é brasiliense, ilustrador e músico. De vez em quando ele escreve.

Alice: primeiro filme e originais

Lewis Carroll, Cecil Hepworth, Percy Stow e Stêvz*

Alice no país das maravilhas (1903)

com trilha de Stêvz
Dirigido por: Cecil Hepworth, Percy Stow
Escrito por: Lewis Carroll (livro), Cecil M. Hepworth
Elenco: May Clark, Cecil M. Hepworth, Mrs. Cecil Hepworth, Norman Whitten
Outubro de 1903
Reino Unido

Originais de Lewis Carroll

.
Lewis Carroll (Charles Lutwidge Dodgson 1832-1898) foi um escritor e um matemático britânico. Seu livro mais conhecido é Alice no país das maravilhas (1865), que tem o facsimile do original publicado pela British Library.

Alice (1903) Primeira versão em filme de Alice no País das Maravilhas restaurado pela BFI National Archive. Essa versão foi dirigida por Cecil Hepworth e Percy Stow e foi baseado nas ilustrações originais de Sir John Tenniel. O filme tinha ao todo 12 minutos, mas na restauração só foi possível recuperar 8 minutos (fonte: Laranja Psicodélica).

Cecil Hepworth (1874 – 1953) foi um diretor, produtor e roteirista inglês. Foi um dos fundadores da indústria britânica de cinema e continuou fazendo filmes até os anos 1920.

Percy Stow (1876 – 1919) foi responsável por mais de 250 curtas de Clarendon, da qual foi co-fundador, entre 1904 e 1915.

Stêvz é brasiliense, ilustrador e músico. De vez em quando ele escreve.

Aparecida Blues

por Biu e Stêvz*

Primeira página da novela gráfica Aparecida Blues, que está em produção.

.

*Biu é paraibano, farmacêutico e faz quadrinhos.

* Stevz é brasiliense, ilustrador e músico. De vez em quando ele escreve.

Oroboro

por Stevz*

2815331279_1236f2c729_o

Oroboro


* Stevz é brasiliense, ilustrador e músico. De vez em quando ele escreve.